191-Papel das terapias alternativas – Instituto Brasileiro de Terapias Holísticas
IBRATH - Instituto Brasileiro de Terapias Holísticas

191-Papel das terapias alternativas

5/5 - (1 vote)

Loading

Introdução

As terapias alternativas e complementares desempenham diversos papéis no Brasil, tanto a nível individual como no sistema de saúde como um todo. Algumas das principais funções dessas terapias são:

  1. Complementaridade: As terapias alternativas e complementares são frequentemente utilizadas em conjunto com os tratamentos convencionais, com o objetivo de complementar e potencializar seus efeitos. Elas podem ajudar a aliviar sintomas, melhorar o bem-estar geral e promover a recuperação.
  2. Abordagem integrativa: A utilização das terapias alternativas e complementares no Brasil busca promover uma abordagem integrativa da saúde, considerando o ser humano em sua totalidade, envolvendo aspectos físicos, mentais, emocionais e espirituais. Essas terapias reconhecem a importância da conexão mente-corpo e buscam equilibrar os diferentes aspectos da saúde.
  3. Promoção da saúde e prevenção de doenças: Muitas terapias alternativas e complementares têm um enfoque na promoção da saúde e na prevenção de doenças. Elas buscam estimular o equilíbrio do organismo, fortalecer o sistema imunológico e promover o autocuidado, contribuindo para a manutenção da saúde e prevenção de problemas futuros.
  4. Opções terapêuticas mais naturais: Algumas pessoas preferem utilizar terapias alternativas e complementares por considerá-las mais naturais e menos invasivas do que certos tratamentos convencionais. Essas terapias podem utilizar abordagens como fitoterapia, alimentação saudável, exercícios físicos e técnicas de relaxamento, promovendo uma conexão mais próxima com a natureza e o corpo.
  5. Acesso ampliado aos cuidados de saúde: A inclusão das terapias alternativas e complementares no sistema de saúde brasileiro amplia as opções disponíveis para os pacientes, permitindo que eles tenham acesso a uma variedade de abordagens terapêuticas. Isso pode ser especialmente relevante para pessoas que não se adaptam bem aos tratamentos convencionais ou que buscam abordagens mais personalizadas.

É importante ressaltar que as terapias alternativas e complementares devem ser utilizadas de forma responsável, com o devido acompanhamento de profissionais qualificados e sempre em diálogo com os cuidados médicos convencionais.

Como buscar ajuda de um profissional especializado em terapias alternativas e complementares ?

Para buscar ajuda de um profissional especializado em terapias alternativas e complementares, você pode seguir as seguintes orientações:

  1. Pesquise e informe-se: Faça uma pesquisa sobre as terapias alternativas e complementares que você está interessado em receber. Compreenda os benefícios, possíveis efeitos colaterais e evidências científicas relacionadas a cada terapia. Isso ajudará você a tomar uma decisão informada sobre qual terapia buscar.
  2. Peça recomendações: Consulte amigos, familiares, colegas de trabalho ou profissionais de saúde de confiança para obter recomendações de profissionais especializados em terapias alternativas e complementares. Pergunte sobre suas experiências pessoais e se eles tiveram resultados positivos com os terapeutas que visitaram.
  3. Verifique a qualificação e credenciais do profissional: Certifique-se de que o profissional que você está considerando possui a formação adequada e as credenciais necessárias para oferecer a terapia em questão. Verifique se eles possuem licenças, certificações ou filiações a associações profissionais relevantes.
  4. Consulte diretórios especializados: Existem diretórios online que listam profissionais de terapias alternativas e complementares. Alguns exemplos são o Conselho Federal de Medicina (CFM), o Conselho Federal de Psicologia (CFP) e a Associação Brasileira de Acupuntura (ABA).
  5. Agende uma consulta inicial: Entre em contato com o profissional que você selecionou e marque uma consulta inicial. Durante essa consulta, você terá a oportunidade de conhecer o terapeuta, discutir suas necessidades e expectativas, além de tirar quaisquer dúvidas que possa ter.
  6. Avalie a conexão e confiança: Durante a consulta inicial, avalie como você se sente em relação ao terapeuta. É importante que haja uma conexão e que você se sinta à vontade para compartilhar informações pessoais e se abrir durante o processo terapêutico.
  7. Considere a abordagem integrativa: Se você estiver recebendo tratamento médico convencional, é recomendável informar seu médico sobre a terapia alternativa que você pretende buscar. Isso permitirá que ambos os profissionais trabalhem juntos de forma integrativa, considerando todas as suas necessidades de saúde.

Quais são os principais tratamentos de terapias alternativas e complementares.

Existem várias terapias alternativas e complementares amplamente utilizadas. A seguir, apresento alguns dos tratamentos mais populares e reconhecidos:

  1. Acupuntura: Uma técnica da medicina tradicional chinesa que envolve a inserção de agulhas finas em pontos específicos do corpo para estimular o fluxo de energia.
  2. Homeopatia: Sistema terapêutico baseado na ideia de que “o semelhante cura o semelhante”. Trata-se de utilizar substâncias naturais altamente diluídas para estimular a capacidade de cura do corpo.
  3. Fitoterapia: Utilização de plantas medicinais e seus derivados, como chás, extratos e pomadas, para tratar diferentes condições de saúde.
  4. Medicina Tradicional Chinesa (MTC): Além da acupuntura, a MTC inclui outras práticas terapêuticas, como a fitoterapia chinesa, a dietoterapia, o tai chi chuan e o qi gong.
  5. Quiropraxia: Foco na manipulação da coluna vertebral e do sistema músculo-esquelético para aliviar dores e promover o equilíbrio do corpo.
  6. Reiki: Terapia energética que envolve a imposição das mãos para canalizar energia e promover o equilíbrio físico, mental e emocional.
  7. Terapia Floral (Florais de Bach): Uso de essências de flores para equilibrar emoções e estados mentais negativos.
  8. Naturopatia: Abordagem holística que combina técnicas naturais, como alimentação, fitoterapia, suplementos nutricionais e terapias manuais, para promover a saúde e o bem-estar.
  9. Aromaterapia: Utilização de óleos essenciais extraídos de plantas para promover relaxamento, aliviar o estresse e estimular a cura.
  10. Reflexologia: Estímulo de pontos específicos nos pés, mãos ou orelhas para influenciar órgãos e sistemas do corpo, visando promover o equilíbrio e o bem-estar.

É importante ressaltar que a eficácia e a segurança desses tratamentos podem variar e que é fundamental procurar profissionais qualificados e devidamente capacitados para a aplicação correta de cada terapia. Além disso, é sempre aconselhável informar seu médico sobre o uso de terapias alternativas e complementares, especialmente se você estiver realizando tratamentos médicos convencionais.

Escrito por

Olá Meu nome é Raphael Barros, sou Sócio Fundador da IBRATH! O maior Instituto de Terapias Holísticas da América Latina. A mais de 10 Anos empreendo e vivo o mercado de Terapia Holística. Minha maior missão é transformar o mercado de Terapias Holísticas, gerando mais oportunidades através da inovação, desmistificação e facilitando o acesso deste conhecimento para milhares de Pessoas! Se você deseja se tornar um Terapeuta Holístico de destaque e aprender mais sobre as terapias! Você está no lugar certo! Registro Profissional Terapeuta Holístico RQH - R-376203-SC [Registro Interno IBRATH]

Deixe um comentário