263-DIÁLOGOS INTERNOS – Instituto Brasileiro de Terapias Holísticas
AGRESSIVIDADE HUMANA

263-DIÁLOGOS INTERNOS

5/5 - (1 vote)

Loading

Entendendo Nossos Diálogos Internos na Era Pós-Pandemia

Diálogos Internos – Em tempos desafiadores após uma pandemia global, todos nós – infectados, recuperados ou aqueles que escaparam – caminhamos juntos. Agora, mais do que nunca, temos que refletir sobre nosso lugar no universo e como a psicanálise pode ajudar a entender essa realidade.

DIÁLOGOS INTERNOS
DIÁLOGOS INTERNOS

INTRODUÇÃO

Descobrindo a nossa essência

A psicanálise nos ensina que não somos apenas fruto de nossas experiências individuais, mas carregamos a memória de nossos ancestrais. Em outras palavras, somos o resultado de todas as gerações que nos precederam. Isso significa que não somos puramente instintivos; evoluímos ao longo do tempo, tornando-nos mais cientes de nós mesmos e do mundo ao nosso redor.

Bem e Mal: A Complexidade Humana

Todos nós já ouvimos falar em “pessoas boas” e “pessoas más”, certo? Mas a realidade é que essa divisão não é tão simples. Todos nós temos capacidade para ambos, e julgar os outros com base em atos isolados pode ser prejudicial. A psicanálise” data-wpil-keyword-link=”linked”>psicanálise nos ajuda a entender a complexidade dessa natureza e a não sermos tão rápidos em nossos julgamentos.

Riqueza e Pobreza: O que realmente importa

Nosso valor não é definido pelo que possuímos. Seja rico ou pobre, o que importa é a nossa essência, aquilo que realmente somos. Em um mundo onde o materialismo está em alta, precisamos refletir sobre o que realmente dá sentido à nossa vida.

Crença e Descrença: A Busca por Significado

Religião e espiritualidade têm sido maneiras de as pessoas encontrarem significado em suas vidas. Mas, independentemente de sermos crentes ou não, todos nós temos nossas jornadas individuais em busca de propósito e felicidade.

Política: O poder de nos unir (ou dividir)

Em um mundo polarizado, precisamos entender que a verdadeira política é sobre buscar o bem comum. E, mesmo que tenhamos diferentes visões de mundo, o respeito e o diálogo são fundamentais para criar uma sociedade harmoniosa.

A Contribuição da Psicanálise

A psicanálise tem o potencial de nos ajudar a entender melhor a nós mesmos e ao mundo ao nosso redor. Em tempos de crise e mudança, essa compreensão é mais crucial do que nunca. Ao nos permitir mergulhar profundamente em nossos pensamentos e emoções, ela pode nos guiar na construção de um mundo mais compreensivo e empático.

Nossa busca por compreensão e identidade nunca foi tão desafiadora quanto agora. Em meio a uma era acelerada e em constante mudança, a psicanálise se torna uma poderosa ferramenta para guiar nossas travessias pessoais e coletivas.

A Profundidade do Eu

A psicanálise, tanto na visão freudiana quanto na lacaniana, se aprofunda nas complexas relações do eu consigo mesmo. Com Freud, descobrimos os impulsos e desejos ocultos; com Lacan, a conversa interna entre o eu e o Outro que molda nossas ações e percepções.

Identidade e Pertencimento

Em décadas recentes, testemunhamos uma crise de identidade. Pessoas se sentem deslocadas, sem rumo e desconectadas do mundo ao seu redor. A psicanálise, ao explorar as camadas mais profundas da mente, nos ajuda a reconectar com nossa essência e a redefinir nosso lugar no mundo.

A Ética do Desejo

Segundo Lacan, nosso desejo é movido pelo que nos falta. Entender esse desejo e alinhar nossa ética a ele é vital para resgatar a identidade perdida e nos guiar em direção a um futuro mais significativo.

Psicanálise e Interdisciplinaridade

O potencial da psicanálise não está confinado à mente humana. Sua contribuição pode ser vista em campos tão diversos quanto ética, bioética, economia, religião e política. Juntos, esses campos formam um diálogo que enriquece nossa compreensão do ser humano.

Além dos Críticos: Pensando Fora da Caixa

Embora a psicanálise tenha seus críticos, sua capacidade de nos fazer pensar “fora da caixa” não pode ser subestimada. Ela nos ensina a valorizar a interação, reconhecendo o outro não como um estranho, mas como uma parte vital de nossa jornada compartilhada.

A psicanálise, em diálogo com o mundo contemporâneo, oferece uma oportunidade sem precedentes para redescobrir nossa identidade e propósito. Ela nos guia em direção a relações mais saudáveis e enriquecedoras, onde a qualidade de vida e o bem-estar são priorizados. E, no coração deste diálogo, encontramos a ponte que liga a singularidade de cada um à coletividade – a base para um futuro mais harmonioso.

CONCLUSÃO

Enfim, cá estamos! Diante desse cenário desafiador, cabe a cada um de nós identificar nosso propósito nesse mundo. Aquela ideia de que não basta ser bom de modo isolado, mais do que nunca se torna provocativa. Na verdade, não basta ser bom, é preciso organizar as pessoas boas por uma boa causa.

Existe causa maior e melhor do que dar sentido à vida própria e à vida daqueles que estão mais próximos de nós? Vamos em frente – motivação não nos falta.

Junte-se a ibrath, ao “movimento holístico” dessa organização e façamos diferença para além da acomodação pessoal. Sinta-se convidado – venha habitar um novo espaço – sua nova casa/causa.

O que é o movimento holístico da ibrath?

A profissão do futuro é ser terapeuta holístico! Contudo para que isso aconteça precisamos no libertar de paradigmas e principios antigos
Se você é terapeuta holístico, participe do movimento holístico e venha inovar com a gente!

João Barros

FLORIPA, 17.08.23

REFERÊNCIAS BÁSICAS

  1. “O Mal-estar na Civilização” de Sigmund Freud

Resenha: Neste livro clássico, Freud explora a tensão entre o desejo individual e as demandas da sociedade civilizada. Ele aborda a natureza do mal-estar humano e explora como a psicanálise pode ajudar a entender e lidar com essas complexidades. A obra é um importante ponto de partida para aqueles que buscam entender como a psicanálise pode colaborar na busca de relações saudáveis e significado na vida.

2. “A Descoberta do Inconsciente” de Henri Ellenberger

Resenha: Ellenberger apresenta um estudo profundo sobre a história da psicanálise e a descoberta do inconsciente. O livro é uma ferramenta valiosa para entender como a psicanálise se relaciona com outros campos da psicologia e como ela pode ser usada para abordar questões de bem-estar e sentido na vida moderna.

3. A Paixão Segundo G.H. de Clarice Lispector

Resenha: Embora seja uma obra de ficção, este livro de Lispector é profundamente enraizado em questões filosóficas e psicanalíticas. A história de uma mulher em uma profunda crise existencial oferece uma visão sobre o autoconhecimento e a busca pelo sentido da vida. É uma leitura instigante para quem se interessa pelo diálogo entre literatura e psicanálise.

4. Mentes inquietas: entenda melhor a mente saudável e a mente ansiosa e Ana Beatriz Barbosa Silva

Resenha: A autora, psiquiatra renomada, oferece uma visão clara e acessível sobre transtornos de ansiedade e como podem afetar a busca pelo bem-estar e sentido na vida. Ela discute tratamentos e abordagens, incluindo a psicanálise, para ajudar aqueles que lutam com essas questões. É uma leitura útil tanto para profissionais quanto para leigos.

5. Psicanálise e Educação de Maria Rita Kehl

Resenha: Kehl explora como a psicanálise pode ser aplicada no campo da educação, enfocando a formação de indivíduos conscientes e responsáveis. O livro aborda como a psicanálise pode ajudar educadores e alunos a estabelecerem relações saudáveis e a buscar o sentido e o bem-estar em suas vidas.

João Barros - empresário/escritor - professor com formação em filosofia/pedagogia, teologia/psicanálise (...) atualmente, diretor pedagógico na empresa SELO BE IBRATH - com foco na supervisão e qualificação dos produtos pedagógicos e cursos livres em saúde, qualidade de vida e bem-estar. Quanto às crenças e valores, vale a máxima: o caráter do profissional em saúde - isto é - dos psicanalistas/terapeutas - determina sua missão. "Mens sana in corpore sano".

Deixe um comentário